Brasil

SPC Brasil reúne lideranças do varejo para discutir LGPD e Cadastro Positivo, aponta pesquisa

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), plataforma integradora de informações para análise de crédito e soluções digitais, reúne nesta terça-feira (15), em São Paulo, lideranças de alguns dos principais grupos varejistas, incluindo redes com atuação no interior do país, para discutir os desafios e as oportunidade do segmento com a entrada em vigor do Cadastro Positivo e da Lei Geração de Proteção de Dados (LGPD).

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, o evento será uma oportunidade para a troca de experiências e também discutir soluções para novas demandas no varejo, tendo em vista mudanças tecnológicas e regulatórias.

“Somos um setor em constante transformação, altamente adaptável, resiliente e que responde por boa parte da geração de empregos e de renda no país. O desenvolvimento das empresas que atuam regionalmente, assim como as de menor porte, é fundamental para o crescimento sustentável do país, pois elas dinamizam o ambiente de negócios”, afirma Pellizzaro Junior.

No centro das discussões estará o Cadastro Positivo, novo banco de dados sobre pagamentos que entrou em vigor no último mês de julho e que terá sua implementação finalizada pelos próximos meses. Os especialistas debaterão o ganho de assertividade nos processos de análise de crédito com o novo sistema e os impactos da medida na economia, a partir da inserção de mais brasileiros no mercado de consumo e acirramento da competição entre os ofertantes de crédito.

Outro tema de destaque entre os painéis será a adequação das empresas à Lei Geral de Proteção de Dados, que passa a vigorar de forma plena em agosto do próximo ano e impõe regras para a coleta, uso, armazenamento e compartilhamento de dados sensíveis sobre clientes. Os convidados falarão sobre procedimentos e modelos para acelerar a adaptação das empresas tendo em vista o seu impacto nos negócios e o novo papel de responsabilidade que as empresas terão de assumir.

“A nova legislação sobre tratamento de dados segue uma tendência mundial e dará mais transparência e segurança jurídica, pois cria regras claras sobre o que pode e o que não pode no uso de dados pessoais, exigindo critérios mais rígidos e uma política bem definida de governança e de segurança de dados. Além disso, permitirá mais controle do titular sobre seus dados, o que é um enorme desafio para as empresas, mas ao mesmo tempo promissor, pois regula uma atividade com grande potencial. É um processo de aprendizado que todos terão de aderir, independentemente do porte”, afirma Pellizzaro Junior.

A expectativa é de que o encontro reúna mais de 150 lideranças do comércio, serviços e de algumas instituições financeiras de atuação regional, tais como Lojas Havan, Ricardo Eletro, Eletrozema, Algar, Banco do Nordeste, Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo, Banco Semear, Acrefi, BS2, Via Certa Financiadora,  Agoracred, Calcard, Fort Brasil, Trigg, Lojas Colombo, Grupo Edson Queiróz, Grupo Mavaci, Novo Mundo, Odorata, Schumann Moveis, Eletrosom, Eletromoveis Martinello, Eletromil, América Jeans, entre outros.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • bitcoinBitcoin (BTC) $ 6,622.13 4.87%
  • ethereumEthereum (ETH) $ 137.03 3.87%
  • rippleXRP (XRP) $ 0.175878 2.21%
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 225.85 4.31%
  • bitcoin-cash-svBitcoin SV (BSV) $ 169.30 3.91%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.031576 5.71%
  • moneroMonero (XMR) $ 48.60 3.22%
  • dashDash (DASH) $ 65.85 2.65%
Close

Adblock detectado

Por favor, considere nos apoiar, desativando o seu bloqueador de anúncios