Santa Quitéria

Mesmo com redução de acidentes, Demutran alerta para imprudências nas ruas de Santa Quitéria

O que antes era um trânsito totalmente caótico e violento, com dezenas de acidentes, hoje é totalmente equilibrado e, em parte, respeitado pelos condutores. Mas esta redução não significa que a imprudência tenha acabado, pois ainda circula pelas ruas de Santa Quitéria.
Com o objetivo de fiscalizar e orientar a população, o Demutran de Santa Quitéria, com o apoio da Polícia Militar, realizou duas blitzes na avenida Cel. Manoel Alves (Centro) e rua José Baltazar Magalhães Pinto (Flores), na manhã desta quarta-feira (18).
As blitzes se deram mediante inúmeras queixas feitas devido a motocicletas com escapamento adulterado, conhecidas como “moto de estouro”, que além de incomodar com o barulho, também estão sendo utilizadas para ações criminosas na zona rural de Santa Quitéria e cidades vizinhas.
Segundo o diretor do órgão, Luiz Morais, nas ações, os motoristas foram orientados a tirar a sua CNH, emplacar as “cinquentinhas” e quitar as dívidas. Quatro veículos chegaram a ser apreendidos, por estarem com a documentação irregular, inclusive, um destes com queixa de roubo da cidade de Monsenhor Tabosa, tendo sido levada para a Delegacia local.
De 2016, com 17 vítimas fatais, caiu para apenas três neste ano. E mesmo assim, ainda é possível perceber nas ruas, pessoas transitando de forma irregular, sem qualquer documentação ou equipamentos de segurança, em alta velocidade e impondo riscos.
Morais alertou ainda para o pagamento do licenciamento e do seguro DPVAT. “Um DPVAT, R$ 84,58. Aí você não tem DPVAT, atropela uma pessoa, o juiz condena mais 50% e se a pessoa ficar inválida, terá de sustentar pelo resto da vida ou durante a doença, arcar com todas as despesas hospitalares”, cobrou.
Avoz de Santa Quitéria
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close