Inicio Ceará Média diária de homicídios já supera a marca de 2017, ano que registrou recorde no Ceará

Média diária de homicídios já supera a marca de 2017, ano que registrou recorde no Ceará

4 min read
0
0

Janeiro de 2018 já registrou pelo menos 417 assassinatos no Ceará, antes mesmo de o mês acabar. A média diária do mês (14,3 por dia) já supera a média diária de 2017 (14 por dia), ano que registrou recorde de homicídios no estado.

Até o dia 24 deste mês (a última quarta-feira), 348 pessoas foram assassinadas no estado. Os dados consolidados são informados no site da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O boletim diário da secretaria aponta ainda mais 12 homicídios no dia 25, 7 no dia 26 e 31 no dia 27 (o dia da Chacina das Cajazeiras). O sábado foi a última data em que a secretaria divulgou boletim de ocorrências.

Somados esses casos, foram 398 homicídios até o sábado. O programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, apurou a ocorrência de 4 homicídios no domingo (28) e 5 na segunda-feira (29), sem contar os 10 presos assassinados nesta segunda-feira.

Desta forma, nos 29 primeiros dias do mês foram pelo menos 417 assassinatos. A média diária nos 29 primeiros dias é de 14,3 casos por dia. O índice é superior à média diária de 2017, ano em que os homicídios bateram recorde no estado. No ano passado, foram assassinados 5.134 pessoas, média de 14 por dia.

A violência no Ceará teve um crescimento assustador no número de homicídios nos últimos 20 anos. O aumento de 1998 a 2017 foi de 545%, subindo de 941 assassinatos (média de 2,5 por dia) para 5.134.

Maior chacina da história

Pelo menos 14 pessoas foram vítimas de uma chacina na madrugada deste sábado (27), no Bairro Cajazeiras. O caso aconteceu em uma pequena casa de shows, conhecida como “Forró do Gago”, na Rua Madre Tereza de Calcutá, na Comunidade Barreirão.

Pessoas armadas chegaram em carros e atiraram em outras que estavam na rua, sem qualquer alvo certo. Morreram clientes do local, trabalhadores que estavam vendendo lanches e até um motorista do Uber, que passava pela região.

Além dos 14 mortos, nove pessoas foram internadas no Instituto Dr. José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza. Quatro seguem internados após cirurgia (um homem, uma mulher e duas adolescentes). Um homem também está internado no Frotinha de Messejana. Foi a maior registrada na história do Ceará.

Tribuna do Ceara

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais por admin
Carregar mais em Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Verifique também

Sobral terá concurso com 124 vagas e salários de até R$ 13,9 mil, diz Ivo Gomes

feitura de Sobral, no interior do Ceará, terá concurso público com 124 vagas e salários de…