Santa Quitéria

Lavajatus moroi: molusco encontrado em Santa Quitéria recebe nome científico de Moro

O biólogo Luiz Ricardo Simone descobriu, em Santa Quitéria, um novo gênero e espécie de molusco e escolheu o nome científico de “Lavajatus moroi”, em homenagem à operação Lava Jato e ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Ricardo é malacologista – estudioso de moluscos – e trabalha no Museu de Zoologia da USP. A espécie é um tipo translúcido que vive em cavernas da região de Santa Quitéria no Ceará.

Santa Quitéria é o município do Ceará onde se localiza a Mina de Itataia (ou Itatiaia), que é a maior mina de urânio fóssil do Brasil, além de conter fosfato e mármore branco, sendo responsável por 46% do urânio prospectado no país.

A informação foi dada nesta terça-feira pela jornalista Mônica Bergamo, na Folha de São Paulo.

 A descoberta e o nome escolhido foram publicados na revista científica alemã “Spixiana” em dezembro do ano passado.

 

Lavajatus moroi: anatomia de espécimes intra-uterinos.
39. Vista dorsal total, casca removida, algumas estruturas de hemograma observadas pela transparência;
40. Cavidade paliativa e massa visceral, principalmente vista ventral, topologia do intestino médio vista como in situ;
41. Estruturas de hemocele, ventral-visão ligeiramente direita, tegumento removido em sua maioria.
Escala = 1 mm.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close