Política

Em meio a tensão, Bolsonaro chega ao Nordeste para inaugurar aeroporto na Bahia

O governador do estado da Bahia decidiu não comparecer a entrega do novo empreendimento devido “as sucessivas grosserias por parte do presidente Jair Bolsonaro e do Governo Federal”

Programado para 11 horas, o evento que terá como foco a inauguração do Aeroporto Glauber Rocha em Vitória da Conquista, na Bahia, marca mais um episódio de desgaste na relação do presidente Jair Bolsonaro e os governadores do Nordeste. Neste caso, entre Bolsonaro e o chefe do executivo na Bahia, Rui Costa (PT).

O governador do estado da Bahia decidiu não comparecer a entrega do novo empreendimento devido “as sucessivas grosserias por parte do presidente Jair Bolsonaro e do Governo Federal”, afirmou o petista em entrevista ao jornal O POVO.

A festa de entrega do aeroporto acontece três dias depois de Bolsonaro ter chamado os nordestinos de “paraíbas”, termo pejorativo. As obras do prédio começaram em 2010 no fim do governo Lula (PT) e se estenderam até o ano passado, de acordo com o governo da Bahia.

Ao todo, a construção custou R$ 106 milhões – R$ 75 milhões do Governo Federal e R$ 31 milhões de contrapartida da gestão local. O novo aeroporto teve o terminal de passageiros ampliado e passou a ter capacidade para 500 mil usuários por ano.

Convidado a participar do evento, Bolsonaro aumentou a lista de convidados para 600 e fechou o acesso ao local, antes permitido para qualquer pessoa. Desse número, apenas 100 seriam de indicação de Costa. O presidente também eliminou referências ao Executivo estadual em placas que aludiam à finalização das obras.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close