Ceará

Ceará: reservas minerais interessam Bolsonaro

presidente eleito Jair Bolsonaro fez referência, neste domingo, 16, por meio do Twitter, à exploração de reservas minerais no território brasileiro. Segundo Bolsonaro, a equipe do novo Governo analisa o potencial de exploração de potássio, cálcio e magnésio.

O Ceará apresenta um grande potencial mineral no Interior do Estado. Em novembro, o Jornal Alerta Geral alertou para para a descoberta de áreas para exploração de mica, mármore e manganês, além do indicativo de bom potencial de ouro nas áreas dos municípios de Pedra Branca e Mombaça.

Junto aos futuros ministros de Minas e Energia e Agricultura, estamos analisando o potencial de exploração de reservas de potássio, cálcio e magnésio em regiões do nosso país. Hoje, mesmo com as maiores reservas, dependemos de matéria-prima importada para produzir fertilizantes. — Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 16 de dezembro de 2018

Dados da Agência Nacional de Mineração (ANM) apontam que as reservas lavráveis de calcário no Brasil estão relativamente bem distribuídas pelos estados. Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraná e Goiás, detêm, juntos, quase 60% das reservas medidas de calcário do país, além de Mato Grosso, Bahia, São Paulo e Ceará.
Outro mineral citado aparece em grande quantidade no Ceará. O magnésio pode ser obtido, principalmente, por meio da exploração da dolomita, magnesita e dos sulfatos. Segundo a ANM, o Brasil tem extensos depósitos de magnesita na Bahia e também conta com reservas no Ceará.
bolsonaro-t1

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close