Ceará

Camilo anuncia afastamento de 12 policiais envolvidos no tiroteio na Região do Cariri

O governador Camilo Santana anunciou, nesta segunda-feira, o afastamento de 12 policiais envolvidos no tiroteio que terminou na última sexta-feira, com 14 pessoas mortas, no conflito com bandidos que planejavam roubar agências bancárias em Milagres. Entre as vítimas, pessoas que foram feitas reféns. Depoimentos de familiares que tiveram parentes mortos contribuíram para o afastamento dos policiais.
O caso ganhou repercussão nacional e internacional, fez o governador Camilo Santana anunciar um grupo especial de delegados e oficiais para aprofundar investigações. O Ministério Estadual também designou promotores para acompanhar a perícia.  Há pressão de vários setores para uma profunda investigação dos assassinatos.
Manifestações de indignação surgiram na cidade de Serra de Talhada, no Estado de Pernambuco, que, nesse domingo, acompanhou o sepultamento de cinco das vítimas da sexta-feira sangrenta em Milagres. Essas cinco vitimas eram de uma mesma família. João Batista Campos Magalhães, 49, e Vinícius de Souza Magalhães, 14, eram pai e filho. Eles eram, respectivamente, cunhado e sobrinho, de Claudineide Campos de Souza Santos, 41, e Cícero Tenório dos Santos, 60, marido e mulher. O filho do casal, Gustavo Tenório dos Santos, 13, também foi morto. A sexta refém morta, única natural do Ceará, foi Francisca Edneide da Cruz Santos, 49.
Diante da repercussão, Camilo Santana reagiu: ‘“Quero reiterar minha solidariedade a esse fato ocorrido em Milagre e dizer que determinei e será rigorosamente feito, já afastamos inclusive os policiais da rua, que passam a fazer trabalhos administrativos até que sejam apurados todos os fatos ocorridos, repito, lamentavelmente, na última sexta-feira. Foram 12 policiais que estavam nessa ação’’, destacou o governador cearense.
Camilo disse, ainda, ter montado uma equipe com mais de 40 homens e a “própria CGD, que é independente dos órgãos de segurança, que está apurando, investigando, para uma resposta ser dada, de forma concreta,  concretas aos familiares e a sociedade”, disse o governador, que divulgou que as armas de policiais e suspeitos foram encaminhadas para a perícia.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close